Canto dolorido



Neste labirinto de mente existe um canto dolorido. As vezes no susto, depois de uma esquina, um cheiro. Frequentemente ao final de suave e prazeroso declive, embalado na gravidade do desejo, chego a esta memória da maior dor, da maior perda, do momento único em que não havia angústia ou incerteza, apenas a constatação da derrota.

Posted by Roberto de Pinho

2 comments

Gela a sola dos pés.

Gosto da palavra derrota. Tem gosto de água mineral direto na fonte.

Deixe uma resposta