Vinícius

A rosa de Hiroxima

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada

Vinícius de Moraes

Posted by Roberto de Pinho

1 comment

Pense nas contas de luz, telefone e cartão pra pagar
Pense na alíquota do Imposto de Renda
Cuidado com o seu “amigo” tentando te enrolar
Pense em como fazer com que o vizinho abaixe o volume do som sertanejo
Pense em como vai viver quando estiver muito velho pra sua atividade atual
Pense no colesterol, na gordura trans e em fazer exercícios
Pense em se proteger, sexo não é mais 100% prazer

Depois, talvez sobre algum tempo pra pensar em Hiroshima… Mas ao pensar em Hiroshima, o que concluir?

O Iraque é a nova Hiroshima, o que mudou? O “bodycount” do Iraque a partir da invasão norte-americana já se equipara com de Nagasaki (em torno de 70 mil). Não me assustarei se chegar em breve aos 140 mil de Hiroshima.

Deixe uma resposta