Enquanto isso, há fome no mundo…

Domingo, ressaca. Banho. Acabou o sabonete. Olho debaixo da pia. Suspiro de Morango.

Vejo sobre a pia. Pêssego, Figo, Cacau + Frutas Vermelhas Cozinha, Banheiro ?


Não há duvida: Pêssego, sabonete hidratante.

Confuso e resignado volto ao chuveiro.

Busco pelo Shampoo. Girassol + Arroz: Condicionador. Maracujá: sabonete esfoliante. Castanha do Pará com mel: condicionador intensivo. Com granola deve ficar bom…

Finalmente, Amora + Sândalo: Shampoo Força… Tem também a opção Sem Sal

Fica a dúvida: hidratante corporal de iogurte de limão cura ressaca ?

Enquanto isso, há fome no mundo…

A situação é fictícia, mas As Coisas são reais.

Posted by Roberto de Pinho

2 comments

Uma vez passei pela experiência de, após sentir o delicioso perfume de maçã num shampoo, resolvi prová-lo.
É incrível como o sabor é tão repugnante quanto qualquer shampoo. Sabor de “lauril éter sulfato de sódio” (aquele da espuma cancerígena!), acredito eu. Crianças, não façam isso em casa.
O que me deixou intrigado é lembrar que o PALADAR na verdade apenas identifica amargo, azedo, salgado e doce, e o “sabor” que pensamos sentir na verdade é captado pela mucosa nasal. Como fica então essa questão da diferença de aroma x sabor?
Aproveitando o gancho, fiquei estupefato ao ver uma marca barata imitação de “Toddy”/”Nescau” onde dizia: “leite AROMATIZADO sabor chocolate”. Ou seja, é leite com AROMA de chocolate. A quantidade de chocolate na substância é ZERO. Colocam qualquer corante pra dar um aspecto marrom, e mais o pozinho mágico que engana besta com “aroma” de chocolate. Abra o olho.
Voltando ao assunto do post, daqui a pouco vão acrescentar: “Ingresso: 1kg de alimento não-perecível, exceto sal, SHAMPOO, CONDICIONADOR e SABONETE”

Não acredito que o Igor experimentou shampoo.

O mundo está perdido. :o)

Deixe uma resposta