As Coisas: Nada

Olha para o alto e para todas as ortogonais possíveis. Incertezas que explodem a cada passo no futuro.

Ficar e lutar, largar e fluir.

Vitória impossível daquilo que é contra o que virá a ser. Nada daquilo que um dia foi, nada daquilo que viria a ser.

Posted by Roberto de Pinho

Deixe uma resposta