Prata e Cristal

Junta-os e observa. Coloca em frente um objeto que conheces pouco. Maravilha-se com o reflexo. Entende que em outras eras a técnica era pouca, mas a engenhosidade fazia-se evidente naquilo que era possível. Que o material nobre, condenado a repetir, transcende e faz cópia infiel de um mundo falho, que torna perfeito. Percebe a suavidade […]